Zagueiro de Umuarama é destaque em vitória da Ponte Preta sobre o Santos

Ponte Preta venceu a equipe do Santos pelo placar de 3 a 1, em plena Vila Belmiro. Macaca enfrenta o Palmeiras pela semifinal do campeonato Paulista

Por Programa do Tatu

31 de julho de 2020, 10h30

Foto: Arquivo Pessoal/Henrique Trevisan

A Ponte Preta protagonizou uma nova surpresa no Paulistão. Nesta quinta-feira (30), o time de Campinas foi até a Vila Belmiro para derrubar o Santos, de virada, pelo placar de 3 a 1, e assegurar seu lugar nas semifinais. A Ponte jogou o segundo tempo inteiro com um a mais, em novo duelo em que o anfitrião desabou em campo após expulsão. Um dos destaques da Macaca foi o zagueiro de Umuarama, Henrique Trevisan.

Foto: Arquivo Pessoal/Henrique Trevisan

Com o triunfo, o time da Ponte será o adversário do Palmeiras, no domingo, no Allianz Parque, em busca da vaga na decisão do Paulistão. A outra semifinal terá Corinthians e Mirassol, responsável por eliminar o São Paulo. O duelo será disputado na Arena Corinthians, no mesmo dia.

O JOGO

Foto: Arquivo Pessoal/Henrique Trevisan

Santos e Ponte fizeram um primeiro tempo tenso, de muitas faltas e lances desleais. O pouco futebol apresentado na etapa inicial apareceu em jogadas pontuais, quase sempre protagonizadas pelos anfitriões. A equipe de Campinas só ameaçou uma vez e foi logo no começo. Aos 2 minutos, Bruno Rodrigues acertou o travessão, após cobrança de escanteio.

A resposta santista foi mais eficiente, graças à dupla formada por Soteldo e Marinho. Aos 6, o primeiro avançou pela esquerda e acertou cruzamento preciso para Marinho, livre na pequena área, escorar de cabeça com facilidade para as redes. Os dois santistas eram os únicos até então a proporcionar maior qualidade ao jogo.

Porém, Marinho só pode exibir seu bom desempenho por 43 minutos. Antes do intervalo, ele foi expulso por acertar o braço direito no rosto de Dawhan, em uma dividida na linha de fundo da Ponte. Como já tinha cartão amarelo, levou o vermelho.

A desvantagem numérica cobrou o preço logo no início do segundo tempo. Com uma postura mais recuada, o Santos aceitou as investidas da Ponte e cedeu o empate em lance de bola aérea, justamente o ponto fraco da equipe neste Paulistão.

Foi aos 4 minutos, quando Bruno Rodrigues aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou com firmeza para o chão. A bola passou entre as pernas do goleiro Vladimir. Foi o quarto gol do atacante da Ponte no Estadual, sendo o quarto de cabeça.

Como vem sendo rotina no Santos, o fato de jogar com um a menos desequilibrou a equipe tática e emocionalmente. Não demorou para a Ponte aproveitar a oportunidade. Em grande momento, Bruno Rodrigues contribuiu também para a virada. Aos 15, acertou forte finalização de longe. Vladimir defendeu, mas seu rebote caiu nos pés de Moisés, que só completou para o gol.

A vitória foi confirmada aos 42, quando João Paulo driblou o marcador e acertou lindo chute de longe. Vladimir não alcançou.

ZAGUEIRO HENRIQUE TREVISAN É DE UMUARAMA E TEM SIDO DESTAQUE DA PONTE PRETA

Titular absoluto da Ponte Preta, Henrique Trevisan tem sido um dos jogadores destaques do clube na temporada.

Foto: Arquivo Pessoal/Henrique Trevisan

O desempenho apresentado pelo zagueiro, presente em todos os minutos da atual temporada, fez o jogador ser bem avaliado/cotado por outros clubes da primeira divisão do Brasil e também do exterior. Trevisan tem vínculo de empréstimo vigente junto ao Estoril (POR) até 31 de dezembro de 2020.

TEMPO DE CASA

Foto: Arquivo Pessoal/Henrique Trevisan

Henrique, aos 23 anos, vive a segunda temporada consecutiva no Moisés Lucarelli.

Ora zagueiro, ora lateral-esquerdo – apenas em 2019 -, contabiliza 35 participações oficiais e um gol marcado. O tento foi feito na derrota diante do Santo André, na rodada inaugural do Campeonato Paulista, quando completou cruzamento de João Paulo.

Foto: Arquivo Pessoal/Henrique Trevisan

Até março, no início da paralisação do futebol em decorrência da pandemia, atleta foi absoluto no sistema defensivo e o único que não teve a posição ameaçada – os treinadores deram rotatividade para todos os zagueiros, formando três duplas distintas.

 

 

Com informações FPF