Umuarama terá leitos exclusivos para covid-19 nos próximos dias

A notícia atende pedido do prefeito Hermes Pimentel e da Secretaria Municipal de Saúde, que nos últimos dias têm encaminhado pacientes da cidade para hospitais da região justamente pela falta de leitos. Em princípio seriam 30 enfermarias divididas entre os hospitais Uopeccan (20) e Cemil (10).

Por Programa do Tatu

26 de janeiro de 2022, 08h31

Umuarama pode voltar a contar com leitos entre esta quarta (26) e quinta-feira (27) segundo informa a 12ª Regional da Secretaria de Estado da Saúde. A notícia atende pedido do prefeito Hermes Pimentel e da Secretaria Municipal de Saúde, que nos últimos dias têm encaminhado pacientes da cidade para hospitais da região justamente pela falta de leitos. Em princípio seriam 30 enfermarias divididas entre os hospitais Uopeccan (20) e Cemil (10).

Conforme a chefe da 12ª RS, Viviane Herrera, nesta semana o governo do Estado anunciou que reativará leitos de enfermaria covid no Noroeste do Paraná. “Hoje pela manhã tive conversas com a Uopeccan e o Hospital Cemil, para que os leitos iniciem entre quarta e quinta-feira. A ideia é habilitar 30 enfermaria agora, com possibilidade ampliação para mais leitos se necessário”, disse ela.

Segundo Viviane, é importante ressaltar que o governo está ampliando leitos covid em todo o Estado, e que nesta semana poderão ser ativados até 500 leitos exclusivos para pacientes com sintomas mais sérios da doença. “Os casos aumentaram, mas a maioria permanece leves, o que comprova a eficácia da vacina. A população precisa manter a vacinação e as medidas sanitárias.
Estamos apenas aguardando a confirmação dos hospitais”, acrescentou.

A prerrogativa de habilitar leitos é do Estado, porém depende da concordância dos hospitais e da disponibilização dos leitos. “Eles estão fazendo uma organização interna nesta terça e quarta. Possivelmente até quinta possam disponibilizar os leitos para a rede e então os hospitais poderão receber pacientes com covid das cidades da 12ª Regional de Saúde”.

O prefeito Pimentel reforçou, inclusive no discurso de posse nesta terça, na Câmara, a necessidade de liberação dos leitos. “Nós pedimos ao secretário da Saúde (Beto Preto) e ao governador, para que possamos atender os pacientes aqui mesmo na cidade. Os casos aumentaram bastante e começaram a surgir pessoas com sintomas mais graves, hospitalizadas em outras cidades. Queremos atendimento aqui em Umuarama”, apontou.