Taxa de ocupação de leitos de UTI volta a subir em Umuarama

O informativo emitido diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde também confirma o falecimento de dois homens – um de 79 anos, no dia 13, que estava internado no Hospital Uopeccan, e outro de 89 anos, no dia 10, que estava internado no Hospital Cemil.

Por Programa do Tatu

14 de setembro de 2021, 17h30

Foto: Mayara Cristina

No dia 2 de setembro a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) optou por descredenciar parte dos leitos exclusivos para a covid-19 em Umuarama, considerando a redução nos casos que necessitavam de internamentos – diminuíram de 64 para 40 os leitos de enfermaria e de 37 para 25 os leitos de UTI. Agora, segundo o Boletim Covid desta terça-feira (14), 23 dos 25 leitos de UTI estão ocupados, o que representa 92%.

Com relação à ocupação das enfermarias, o índice é considerado razoável – apenas 15 das 40 vagas estão ocupadas, ou 37,5%, número que já chegou a 100%. O informativo emitido diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde também confirma o falecimento de dois homens – um de 79 anos, no dia 13, que estava internado no Hospital Uopeccan, e outro de 89 anos, no dia 10, que estava internado no Hospital Cemil. Agora o total de óbitos em decorrência de complicações da covid-19 está em 307.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, 39.999 pessoas procuraram atendimento médico nas unidades de saúde e no Ambulatório de Síndromes Respiratórias, apresentando sintomas de gripe. Deste total, 23.653 casos foram descartados e 16.827 foram confirmados, com 14.284 pessoas tendo se recuperado.

O número de pessoas com resultado de exame positivo e que estão em isolamento domiciliar é de 1.681, além de outras 15 pessoas internadas. Há ainda 59 casos tidos como suspeitos (quando a pessoa aguarda o resultado dos exames em suas residências). O Boletim informa ainda que 16 novos casos da doença foram confirmados, sendo seis mulheres, seis homens e quatro crianças.