Redefarma

Sobe para 10 número de mortos em atentado dentro de escola em Suzano

Cinco crianças, um funcionário, o dono de um lava jato e uma pessoa que passava pela rua no momento dos disparos morreram na hora. Os dois adolescentes se mataram em seguida.

Por Cidade Urgente

13 de março de 2019, 12h40

Pelo menos dez pessoas morreram, incluindo cinco crianças, e 10 ficaram feridas, em um atentado na Escola Estadual Raul Brasil, no Jardim Imperador, em Suzano, na Grande São Paulo. O caso ocorreu por volta das 10h. De acordo com a Polícia Militar de São Paulo, dois adolescentes armados e encapuzados invadiram o colégio e disparam diversas vezes contra os alunos.

Cinco crianças, um funcionário, o dono de um lava jato e uma pessoa que passava pela rua no momento dos disparos morreram na hora e os dois adolescentes se mataram em seguida. Os feridos foram encaminhados para hospitais da região.

Conforme o coronel Salles, da Polícia Militar de São Paulo, antes de entrarem na escola, os atiradores dispararam contra o proprietário do lava rápido que fica em frente à escola. O homem passa por cirurgia na Santa Casa de Suzano.

O militar destacou que os criminosos entraram na escola na hora do intervalo. Primeiro, eles dispararam contra uma coordenadora pedagógica e em uma supervisora. Depois, dirigiram-se ao pátio, onde atingiram alunos do ensino médio. Em seguida, seguiram para um centro de línguas.

Bombas

Na mochila dos atiradores havia três coquetéis molotov, duas bestas (lança-seta) e um revólver 38. Uma terceira mochila foi encontrada com uma espécie de bomba, de acordo com informações do Major Caruso, subcomandante do 32º Batalhão com sede em Suzano.

A polícia faz varredura na escola porque foram encontrados artefatos com aparência similar a de explosivos. “A preocupação neste momento é desmantelar os artefatos explosivos, prestar socorro às vítimas e atender às famílias”, destacou o coronel Salles. A área no entorno da escola está isolada por risco de haver explosivos.

O governador de São Paulo, João Doria, está no colégio acompanhando as investigações junto às autoridades de segurança. “Estou muito impactado com o que vi aqui nessa escola. Foram brutalmente assassinados! Às vítimas, aos pais e aos familiares nossa solidariedade. Foi a cena mais triste que vi em toda minha vida”, declarou Doria em coletiva no local.

Planalto
Odonto San