Polícia Federal deflagra operação “Rota Alternativa” em Umuarama

O investigado da operação, um homem residente em Umuarama, possui extenso histórico de autuações e apreensões de produtos importados ilegalmente, especialmente eletrônicos, tendo inclusive, nos últimos dias, conseguido fugir das autoridades alfandegárias após abordagem na região de fronteira

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) cumpriu na manhã desta sexta-feira (22) dois mandados de busca e apreensão na cidade de Umuarama, no Noroeste do Paraná. O objetivo da ação foi angariar elementos finais para o encerramento das investigações e confirmar existência de outros envolvidos e ilícitos praticados.

Investigação

A investigação teve início após apreensão de mais de 500 aparelhos de telefone celular tipo smartphones, na cidade de Alto Paraíso, também na região Noroeste do Paraná. A carga foi avaliada em mais de R$ 300 mil reais.

Na ocasião, os eletrônicos eram transportados em um veículo ocupado por duas pessoas também residentes em Umuarama. Os criminosos teriam carregado o veículo na região de fronteira com o Paraguai e tinham como destino a cidade de Umuarama, interior do Paraná.

Com aprofundamento das investigações foi possível identificar o proprietário da valiosa carga de eletrônicos e constatado que ele inclusive estava atuando como “batedor” da carga na ocasião da apreensão.

O investigado, de 43 anos, residente em Umuarama, possui extenso histórico de autuações e apreensões de produtos importados ilegalmente, especialmente eletrônicos, tendo inclusive, nos últimos dias, conseguido fugir das autoridades alfandegárias após abordagem na região de fronteira.

Na ocasião da fuga, abandonou o ocupante do veículo na fronteira e foi para o Paraguai.

Chama atenção a reiteração da prática criminosa mesmo durante o fechamento oficial da fronteira com o país vizinho como medida sanitária por conta da pandemia do Covid-19, o que demonstra ousadia dos criminosos.

A operação deflagrada nesta manhã foi batizada de “Rota Alternativa” por conta dos trajetos utilizados pelos criminosos para chegar até Umuarama com os ilícitos, vez que desviavam, em alguns casos, mais de 150 quilômetros a rota para fugir de eventuais fiscalizações ou atuações policiais.

O investigado responderá pelo delito de descaminho e associação criminosa. Os objetos apreendidos foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Guaíra (PR).

Disque denúncia: (44) 3642-9131.