Polícia combate lavagem de dinheiro por facção criminosa no Rio de Janeiro

O esquema, segundo a Polícia Civil, movimentou R$ 20 milhões. Parte do dinheiro era lavada e outra parte era usada por suspeitos em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná para comprar drogas e armas que abasteceriam as quadrilhas associadas à facção criminosa, que é uma das principais do Rio de Janeiro

Por Programa do Tatu

15 de outubro de 2020, 13h49

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Policiais civis cumprem nesta quinta-feira, 15 de outubro, oito mandados de prisão te

mporária e 30 de busca e apreensão contra suspeitos de lavar dinheiro de uma facção criminosa do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Civil, os suspeitos depositavam o dinheiro ganho com a venda de drogas ilícitas no Rio em contas falsas.

Moradores de comunidades de Japeri, São Gonçalo, Cabo Frio e Volta Redonda eram usados como laranjas da organização criminosa.

Parte do dinheiro era lavada e outra parte era usada por suspeitos em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná para comprar drogas e armas que abasteceriam as quadrilhas associadas à facção criminosa, que é uma das principais do Rio de Janeiro.

O esquema, segundo a Polícia Civil, movimentou R$ 20 milhões.