Plusval planeja iniciar abate de frangos entre 15 a 20 de maio; ovos já estão incubados

Nos próximos dias a Agência do Trabalhador da Prefeitura inicia as entrevistas com os candidatos às primeiras vagas de empregos – nesta etapa serão contratados gradualmente cerca de 1.600 operários e a empresa dará preferência aos trabalhadores de Umuarama

Por Programa do Tatu

7 de março de 2020, 10h50

A Plusval, empresa formada a partir da parceria entre a Cooperativa C. Vale (de Palotina) e a Agroavícola Pluma (Dois Vizinhos), que está revitalizando a estrutura da antiga Averama na rodovia PR-323, trevo para Mariluz, já tem mais de 90 mil ovos incubados para iniciar a industrialização de carne de frango em cerca de 70 dias. O prefeito Celso Pozzobom esteve nesta quinta-feira (5) visitando as instalações, ao lado do presidente da C. Vale, Alfredo Lang, e do diretor presidente do Grupo Pluma, Lauri Paludo, e conferiu que o projeto está bem adiantado.

Nos próximos dias a Agência do Trabalhador da Prefeitura inicia as entrevistas com os candidatos às primeiras vagas de empregos – nesta etapa serão contratados gradualmente cerca de 1.600 operários e a empresa dará preferência aos trabalhadores de Umuarama. “Só em salário teremos um incremento de R$ 4 milhões a até R$ 5 milhões na nossa economia, impactando positivamente todos os setores do comércio e prestação de serviços”, apontou o prefeito.

Na visita, os empresários reafirmaram o investimento de R$ 50 milhões na reforma da planta industrial e nas adequações para a inspeção sanitária federal (SIF) visando exportar parte da produção. “Os ovos já estão incubados desde o último dia 26. Entre os dias 15 a 20 de maio inicia o abate de frangos, que será ampliado gradativamente até atingir toda a capacidade produtiva”, indicou Pozzobom.

Além desse investimento, a empresa prevê aplicar mais recursos na aquisição de câmaras frias, implantação de fábrica de ração e outros elos da cadeia de produção. O projeto tem importante apoio da Prefeitura. “Estamos realizando um grande esforço para atender às necessidades da empresa na questão logística, no acesso para facilitar a entrada de aves vivas e insumos e no fluxo de saída da produção, além de acesso seguro para os trabalhadores”, explicou Pozzobom.

Outro apoio do município é junto aos produtores interessados em implantar barracões para criação de frango, reforma dos já existentes e também o cascalhamento e a conservação das estradas de acesso. Neste setor, a empresa terá incentivo do governo do Estado, anunciado pelo governador Ratinho Júnior, que disponibilizou linha de crédito de R$ 30 milhões por meio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Com a modernização, o frigorífico de aves terá capacidade de abater até 200 mil aves/dia. O projeto beneficia inicialmente cerca de 50 famílias de produtores rurais que terão a oportunidade de investir na avicultura.

“Esse dinheiro é muito importante para alavancar as propriedades. A prefeitura tem feito sua parte e o bom momento vivido por Umuarama ajudou a atrair os olhares da cooperativa. Em breve, teremos uma nova realidade para os trabalhadores da cidade e região. Vai faltar gente pra trabalhar”, apontou Pozzobom. Os R$ 30 milhões vão financiar investimentos dos produtores rurais na reforma e construção de aviários, que fornecerão matéria-prima ao frigorífico.

“É o resgate de uma massa que trará benefícios para a cidade. São novos empregos, aviários, mais produtores se dedicando ao setor, levando desenvolvimento para a região toda”, destacou o presidente da C. Vale, Alfredo Lang. “Umuarama vai ganhar com o valor agregado na produção do campo e também com o aumento de tributos – como ICMS e IPI – com a comercialização e exportação de carne de frango”, acrescentou Lauri Paludo.

Tudo isso reflete em confiança para novos investidores. “A retomada desta empresa abre um novo ciclo industrial para Umuarama, pois teremos muitos empreendedores investindo para atender às necessidades da Plusval e de sua grande massa de trabalhadores. São mais consumidores de produtos e serviços no mercado, mais renda e tudo isso fortalecendo a nossa economia”, completou Pozzobom.

MOVIMENTAÇÃO

As condições de acesso e transporte de funcionários, carga e descarga estão sendo melhoradas e o que mais for necessário, dentro das atribuições da administração municipal, será executado. . “Haverá um fluxo diário de mais de 300 caminhões. É preciso ter boas condições para toda essa movimentação”, apontou o prefeito Celso Pozzobom.

E não são apenas os trabalhadores contratados que devem ser beneficiados pela empresa, “mas também centenas de agricultores que voltarão a criar frangos e ter uma renda mensal fixa, motoristas e empresas de transporte, de insumos, ocupação habitacional, enfim uma série de setores serão beneficiados direta e indiretamente, aquecendo a economia local”, finalizou.

O investimento previsto na nova marca, nos próximos anos, é de R$ 150 milhões e a previsão é de industrializar a produção de 350 aviários de Umuarama e região, num raio de até 45 quilômetros, com um abate de inicial de 65 mil cabeças que pode ser ampliado a até 200 mil.