Operação integrada desmantela quadrilhas suspeitas de tráfico de drogas no Paraná

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos em oito municípios: Campo Mourão, Mamborê, Janiópolis, Ubiratã, Juranda, Goioerê, Boa Esperança e Ivaté

A “Operação Juranda”, desencadeada na manhã desta quinta-feira (02/07), em conjunto entre a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Ministério Público do Paraná, resultou na detenção de 33 pessoas, além de um adolescente, no centro-oeste paranaense. A ação conjunta teve o objetivo desmantelar pelo menos dois grupos criminosos suspeitos de promoverem o tráfico de drogas na região.

De acordo com informações do 11º Batalhão da Polícia Militar (11º BPM), que atuou na operação, esta foi uma das maiores ações já realizadas contra este tipo de crime na região. Mais de 170 policiais militares e civis, distribuídos em cerca de 40 viaturas, participaram do cumprimento de 51 mandados de busca e apreensão e outros 25 de prisão.

Na ocasião, foram apreendidos quatro quilos de drogas, entre maconha (1,8 quilo), cocaína (1,8 quilo) e crack (380 gramas), R$ 33 mil em espécie, quatro armas de fogo e 33 munições. Em posse dos suspeitos, ainda foram encontradas cinco balanças de precisão, além de oito cadernos com anotações, referentes a ações criminosas.

Dentre os 33 encaminhados, estavam 11 mulheres e o adolescente. De acordo com o relato dos policiais militares que participaram da ação, integrantes do grupo também são suspeitos de envolvimento em outros crimes, como associação criminosa e prostituição.

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos em oito municípios: Campo Mourão, Mamborê, Janiópolis, Ubiratã, Juranda, Goioerê, Boa Esperança e Ivaté.

As investigações, que já ocorriam há pelo menos seis meses, foram conduzidas pelo Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Ubiratã, em parceria com o 11° Batalhão de Polícia Militar (11º BPM) e com a Delegacia de Polícia Civil do município.

Segundo os policiais militares que participação da ação, a apuração do caso que desencadeou a Operação Juranda possibilitou aos agentes o mapeamento das movimentações do grupo e a identificação do núcleo da quadrilha.

As 39 pessoas detidas e todos os materiais ilícitos apreendidos durante o cumprimento dos mandados foram encaminhados para as delegacias da Polícia Civil de Ubiratã, Campo Mourão, Juranda e Mamborê, e ficam à disposição da justiça.