Município acerta detalhes da mudança da rodoviária para o novo terminal

A Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo reuniu, na última quinta-feira, 14, representantes das empresas que atuam no transporte coletivo rodoviário para discutir a mudança dos guichês de venda de passagens.

Por Programa do Tatu

15 de outubro de 2021, 18h21

Com gestão pública e equipe própria, o prefeito em exercício Hermes Pimentel espera iniciar as operações da nova rodoviária de Umuarama até dezembro deste ano. A Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo reuniu, na última quinta-feira, 14, representantes das empresas que atuam no transporte coletivo rodoviário para discutir a mudança dos guichês de venda de passagens.

“Nossa expectativa é ativar o novo terminal em cerca de 40 dias, se tudo correr conforme o previsto. Optamos pela gestão pública para operar a rodoviária por um ano, pelo menos, para que aquela estrutura não fique mais ociosa. Foram investidos cerca de R$ 18 milhões em recursos públicos e o prédio está pronto há vários meses”, disse o prefeito.

Para a administração municipal, a gestão pública é a alternativa mais rápida e econômica para iniciar o funcionamento, já que um processo de concessão seria bem mais complexo e demorado, além de oneroso. “Vamos remanejar servidores de várias secretarias para compor uma equipe bem completa, com pessoal administrativo, de vigilância, limpeza e serviços, para que a nova rodoviária funcione o quanto antes”, acrescentou Pimentel.

As empresas responsáveis pelas linhas que atendem passageiros de Umuarama e região, inclusive as metropolitanas, serão transferidas para a nova rodoviária. Os ônibus interestaduais terão chegadas e saídas na estrutura, já os metropolitanos vão passar por lá e depois seguir até o Terminal Praça da Bíblia, facilitado o acesso dos passageiros ao centro comercial e ao transporte coletivo urbano, para deslocamento aos demais bairros.

Dessa forma, a rodoviária velha deixará de receber as linhas de ônibus que fazem parada atualmente. “Como a maioria dos espaços são privados, o município tem dificuldade para investimentos no local. Estudamos alternativas para tornar o espaço atrativo e seguro à população, a fim de estimular o comércio, diversificar os produtos e serviços e manter a sua viabilidade”, acrescentou o secretário de Indústria e Comércio, Marcelo Adriano.

Com a mudança, o terminal urbano também receberá melhorias. “Os portões serão readequados para controlar o acesso e poderão entrar apenas passageiros. Reforçaremos a segurança para impedir que as instalações sejam utilizadas para outras finalidades além do transporte coletivo”, acrescentou Pimentel. “Ninguém mais vai dormir ou ‘morar’ no terminal”, assegurou.

VISITA TÉCNICA

Após a reunião no anfiteatro da Prefeitura, o grupo seguiu para uma visita à nova rodoviária, muito elogiada pelos representantes das empresas de transporte coletivo. O município está definindo os custos de locação dos guichês, bem como a forma de concessão dos demais espaços para exploração comercial. Nos próximos dias serão definidos também detalhes sobre a identidade visual e a mobília das empresas, que também serão padronizadas.

Participaram da reunião representantes da Viação Umuarama, Expresso Maringá, Expresso Fátima, Viação Garcia, Brasil Sul, Planalto, PGTur, Valtur, Cantelle, Viação Real, Expresso Nordeste e Viação Andorinha, além do prefeito Pimentel, do secretário Marcelo Adriano e dos chefes de Kenny Gonçalves (Turismo) e Marcos Vinicius Zimiani Moya (Capacitação de Mão de Obra) da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo.