Médico e ex-prefeito de Alto Piquiri morre com coronavírus em Umuarama

Ex-prefeito de Alto Piquiri, cidade onde residia, o médico estava prestes a completar 52 anos; faleeceu na tarde desta segunda-feira (20) em hospital de Umuarama. Ele era casado com a enfermeira Rosileni Torchetti e deixa um filho.

Por Programa do Tatu

21 de julho de 2020, 15h03

O Conselho Regional de Medicina do Paraná registra com pesar o falecimento do médico Gerson Marcio Negrissoli (CRM-PR 15.960), que completaria 52 anos em 28 de agosto. Foi mais uma vítima da covid-19 e faleceu na tarde desta segunda-feira (20) em hospital de Umuarama. Ele residia em Alto Piquiri, onde exerceu mandato de prefeito na gestão de 2009 a 2012.

Natural de Cruzeiro do Oeste, ele também já tinha atuado em Guaíra (PR) e no estado de Rondônia. Era casado com a enfermeira Rosileni Torchetti e deixa um filho. As condolências da classe médica aos familiares e amigos. Gerson é o sétimo médico a morrer por causa da doença no Paraná, sendo um deles com atuação no Mato Grosso e que havia sido transportado a Curitiba para receber atendimento.

Formado em 1994 pela Universidade Católica de Pelotas (RS), o médico atuou inicialmente em Rondônia, tendo se registrado no CRM daquele estado em março de 1995, obtendo o número 1185. Retornou ao estado de origem em março de 1997, quando se registrou no CRM do Paraná.

O médico teve os primeiros sintomas do novo coronavírus há cerca de 10 dias, tendo testado positivo. Nas últimas horas o seu quadro de saúde se agravou e ele foi levado em ambulância do Samu para Hospital de Umuarama, onde faleceu na tarde desta segunda-feira. O prefeito de Alto Piquiri, Luiz Carlos Cardoso, decretou luto oficial na cidade de quase 10 mil habitantes. Até agora, Alto Piquiri já tinha confirmado 30 casos de covid-19 e um óbito.

Os médicos que perderam a vida, como apurado pelo CRM-PR, foram: Nelson Martins Schiavinatto (CRM-PR 2.279), de Cianorte; Milton Luiz Ciappina (CRM-PR 5.482), de Fazenda Rio Grande; Clóvis Górski (CRM-PR 4.263), de Guarapuava; Caio Martins Guedes (CRM-PR 40.079), de Curitiba; e Jorge Karigyo (CRM-PR 13.729), de Maringá. Além deles, faleceu no Hospital da Cruz Vermelha, em Curitiba, no dia 16 de julho, o médico Gabriele Righetti Neto (CRM-PR 17.170). Atualmente ele estava residindo e trabalhando no Mato Grosso, onde foi infectado pelo novo coronavírus.

Fonte: Conselho Regional de Medicina do Estado do Paraná