Implantação de galerias bloqueia ruas próximas à Av. Rio Grande do Norte

O serviço está bem adiantado, porém a liberação dos trechos ainda deve demorar alguns dias

Por Programa do Tatu

29 de novembro de 2019, 08h10

As escavações para implantação de uma rede de galerias pluviais com alta capacidade de escoamento – que vai eliminar um antigo ponto de alagamento na baixada da Avenida Rio Grande do Norte, entre as ruas do Perímetro e Presidente Bernardes – estão bloqueando a passagem de veículos e o acesso de automóveis a algumas residências das ruas Bararuba, Presidente Bernardes e Anhumaí.

O serviço está bem adiantado, porém a liberação dos trechos ainda deve demorar alguns dias. “Para dar a caída necessária à rede, foi necessário uma escavação bem profunda no meio das vias. A obra causa certo transtorno aos moradores, mas ao final vai eliminar um problema que os incomoda há anos, sentido a cada chuva forte”, explicou o secretário de Obras, Planejamento Urbano, Projetos Técnicos e Habitação, Isamu Oshima.

A tubulação está bem próxima do ponto de passagem entre a rua Bararuba e a Rio Grande do Norte. No local, equipes da Prefeitura demoliram residências em imóveis desapropriados para a abertura de uma travessa, que fará a interligação das vias, por onde vão passar os tubos de 1,20 m de diâmetro. Estão sendo implantados 335 metros de tubulação, além da construção de oito caixas, 12 bocas de lobo e um “mata-burro” estilo grelha, com ferro de trilhos. Para as obras, uma prestadora de serviços foi contratada pela Prefeitura através de licitação.

A rede está sendo implantada a partir de uma caixa de ligação no Parque Dom Pedro II. O secretário lembra que o ponto de alagamento já recebeu várias intervenções, mas nenhuma resolveu o problema em definitivo. “O prefeito Celso Pozzobom tem preocupação com as redes de galerias da cidade, que nunca receberam a atenção merecida. A partir de 2017, a Prefeitura intensificou investimentos em drenagem pluvial, com a ampliação, implantação de novas redes e recuperação de locais afetados pela erosão”, comentou Isamu.

As obras chamam a atenção dos moradores, pela grande movimentação de terras. O consenso é que, apesar dos transtornos momentâneos, o investimento da Prefeitura vai eliminar o sério incômodo causado pelo alagamento e o risco de prejuízos aos imóveis. Por ordem do prefeito, o município já realizou serviços semelhantes na Avenida Parigot de Souza, próximo à feira de domingo; na Av. Guanabara (início da Parigot de Souza); e na rua José Dias Lopes, próximo ao Clube Português.

Além disso, quilômetros de galerias foram desobstruídas na Avenida Brasil, próximo ao Banco do Brasil, e em outros pontos da cidade. A ampliação da rede na saída para Xambrê também vai absorver um fluxo de água que às vezes invade um posto de combustível da Av. Guanabara. Também nos distritos, como Lovat e Serra dos Dourados, a Prefeitura tem implantado galerias para melhorar a drenagem pluvial.

Atualmente uma rede está sendo construída em Serra dos Dourados, nas ruas que em breve vão receber pavimentação asfáltica. Outras redes de grande capacidade foram implantadas no Jardim Irani e no Conjunto Primeiro de Maio, e emissários foram recuperados próximo ao Clube Português.