Homem acusado de matar policial militar em Altônia é preso no Paraguai

Tiago Rego atuava no BPFron em Guaíra, no oeste, e estava na corporação havia cerca de quatro anos.

Por Programa do Tatu

14 de janeiro de 2022, 10h21

Tiago Rego atuava no BPFron em Guaíra, no oeste, e estava na corporação havia cerca de quatro anos.

Na madrugada de sexta-feira (14), policiais militares do BPFron (Batalhão de Polícia de Fronteira), em ação integrada com a Polícia Federal, Departamento de Operações de Fronteira-DOF do Mato Grosso do Sul, Centro Integrado de Operações de Fronteira e a Polícia Nacional do Paraguai, cumpriram um mandado de prisão contra o autor de um triplo homicídio em Altônia-PR na data de 27 de setembro de 2017, onde foi vitimado o policial militar do BPFron.  

Em ação conjunta com o Ministério Público da comarca de Altônia-PR, foi possível expedição de mandado de prisão internacional “difusão vermelha”. Após seguidas ações de rastreamento realizadas pelo Serviço de Inteligência do BPFron, foi possível localizar o paradeiro do foragido em uma propriedade rural ao norte de La Paloma Del Spiritu Santo no departamento de Canindeyu no Paraguai.  

Contatado a Polícia Nacional Paraguaia foi realizada operação na propriedade alvo, sendo logrado êxito em encontrar o acusado, que após processamento será extraditado ao Brasil para responder pelos crimes praticados. 

Carro descaracterizado onde estavam os policiais foi atingido por vários tiros — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Fazem parte do Programa V.I.G.I.A. nessa operação interagências equipes do BPFRON e demais Unidades da PMPR, Polícia Federal, PCPR, RECEITA FEDERAL e EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas/MJSP.  

 As ações integradas dos órgãos de segurança pública federais e estaduais também fazem parte do PPIF – Programa de Proteção Integrada de Fronteiras, coordenado pelo GSI – PR que busca integrar e articular ações de segurança pública, inteligência, controle aduaneiro e das Forças Armadas com as ações dos estados e municípios situados na faixa de fronteira e divisas, incluídas suas águas interiores e costa marítima. 

Relembre

O Soldado Tiago morreu enquanto realizava uma averiguação de denúncias com dois companheiros em uma viatura descaracterizada em Altônia na madrugada do dia 26 de setembro de 2017.

Os militares foram surpreendidos por criminosos fortemente armados que efetuaram rajadas de fuzil contra a viatura, sendo que Tiago foi alvejado na cabeça e morreu no local. Os policiais revidaram, porém os criminosos conseguiram fugir.

Veículo com os corpos foi encontrado na área rural de Altônia, próximo do limite com a cidade de Iporã — Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com as investigações da Polícia Civil de Altônia, os criminosos possivelmente atiraram após perceberem que se tratavam de policiais militares, pois na carroceria da picape havia dois corpos.

Veículo com os corpos dos supostos envolvidos na morte do policial militar tem marcas de tiros — Foto: Arquivo Pessoal