Goleiro-artilheiro é destaque na goleada do Umuarama diante do Pato pela 6ª rodada da LNF

Depois de uma temporada no Git Pasand, do Irã, goleiro Alê Falcone brilha na defesa e no ataque ao fazer dois gols na vitória por 5 a 2 da sua equipe sobre o atual bicampeão

Por Programa do Tatu

14 de setembro de 2020, 17h39

O Umuarama venceu o Pato por 5 a 2 no Ginásio Amário Vieira da Costa, em Umuarama, pela fase de classificação da Liga Nacional de Futsal (LNF). De volta ao Brasil depois de uma temporada no Git Pasand, do Irã, o goleiro Alê Falcone foi destaque na defesa e no ataque ao fazer dois gols. Depois da vitória deste sábado, o time paranaense está na liderança do grupo C com 11 pontos.

– O primeiro gol deu certo em um contra-ataque. Estamos muito focados, é um ano atípico, mas colocamos a meta de pontuar em todos os jogos em casa. Sou muito grato ao técnico Nei Victor pela minha volta ao Brasil. Estou muito feliz de poder jogar numa liga nacional! Dedico essa vitória para minha mãe – disse Alê Falcone com lágrimas nos olhos.

A primeira chance de gol do primeiro tempo foi com uma bola de Valência, mas o goleiro Alê Falcone foi para cima e agarrou. O Pato tentou abrir mais uma vez depois de uma linda caneta de Neguinho, mas não deu e os donos da casa foram velozes no contra-ataque. O gol do Umuarama saiu dos pés de Batista, 1 a 0.

No segundo tempo, os times permaneceram no mesmo lado da quadra por conta do protocolo contra a Covid-19. Com apenas dois minutos de jogo, o Pato igualou com uma jogada trabalhada, João Lucas recebeu um toque de calcanhar e botou por cima do goleiro, 1 a 1. Passados apenas 50 segundos, o Umuarama fez o segundo com Ouchita, 2 a 1, em mais um contra-ataque.

Divulgação

Os ânimos ficaram exaltados depois de uma entrada perigosa da equipe do Umuarama. Luccas pisou no tornozelo de Mazetto dentro da área, mas o juiz não deu nada. Depois de fazer grandes defesas, Alê Falcone foi para a linha com a bola, entrou na área e fez o dele pelo meio das pernas de Djony.

Mura fez 4 a 1 aproveitando o gol vazio. O Pato ficou perdido, Djony demorou para retornar à sua área e Alê Falcone aproveitou para fazer o segundo gol dele na partida, 5 a 1. Com o jogo quase acabando, Joãozinho diminuiu a diferença, 5 a 2.

– O jogo estava disputado no primeiro tempo, mas depois desandou. Aí tomamos dois contra-ataques e ainda um contra-ataque de goleiro. Perdemos muitos jogadores, a pandemia atrapalhou e ainda não conseguimos pegar ritmo – lamentou o goleiro Djony.

O Pato entra em quadra novamente na próxima quinta-feira, às 20h00, quando recebe o Tubarão pela 7ª rodada.

 

GE Paraná