Chefe de quadrilha suspeito de ataque em Guarapuava é preso

Danilo dos Santos Albino, de 38 anos, é suspeito de comandar os ataques que, devido à extrema violência, passaram a ser conhecidos como “novo cangaço”.

Por Programa do Tatu

4 de agosto de 2022, 09h58

Foi preso, nesta quarta-feira (03), em Bragança Paulista, no Interior de São Paulo, um dos chefes da facção criminosa responsável por mega-assaltos a carros-fortes e bancos. Danilo dos Santos Albino, de 38 anos, é suspeito de comandar os ataques que, devido à extrema violência, passaram a ser conhecidos como “novo cangaço”.

Presente na lista de criminosos mais procurados do país, Danilo foi detido durante uma abordagem de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF). “Ele tinha um RG do estado do Pará, e os policiais começaram a questionar sobre o estado do Pará, e ele não soube dar explicações ou informações básicas do estado. Nesse momento, os policiais acabaram desconfiando ainda mais”, relata o superintendente executivo substituto da PRF de São Paulo, Alfredo José Martinelli de Oliveira.

O criminoso, que tinha 4 mandados de prisão na Justiça, apresentou o documento falso, com o nome de Paulo Sérgio Oliveira, mas foi desmascarado pelos agentes.

A prisão de Danilo dos Santos deve ajudar a esclarecer a autoria das ações do “novo cangaço”. Isso porque, a Polícia Federal e a Polícia Civil de São Paulo vão colher o DNA do suspeito. Os policiais querem comparar o material genético dele com os vestígios deixados pelos assaltantes nos ataques a bancos.

Segundo as investigações, Danilo é suspeito de ter participado de pelo menos 3 ataques nas cidades de Botucatu e Ourinhos, em São Paulo, e em Guarapuava, no Paraná.

Massa News