Cesta básica custa em média R$ 745 com produtos populares e R$ 931 com marcas líderes

Os dados são do Procon Umuarama, que realizou um levantamento entre os sete principais supermercados da cidade. Uma cesta básica para quatro pessoas custa, em média, R$ 745,32 com produtos mais populares e R$ 931,30 com marcas líderes.

Por Programa do Tatu

15 de setembro de 2021, 08h40

A cesta básica teve uma redução de 0,91%, considerando os produtos de marcas mais baratas. Por outro lado, quando analisadas as marcas líderes, houve um aumento de 2%. Os dados são do Procon Umuarama, que realizou um levantamento entre os sete principais supermercados da cidade. Uma cesta básica para quatro pessoas custa, em média, R$ 745,32 com produtos mais populares e R$ 931,30 com marcas líderes.

Há diferenças consideráveis nos valores cobrados do consumidor final, nas duas linhas de produtos, desta forma, pesquisar preços antes de comprar é sempre importante. A cebola, por exemplo, pode ser encontrada a R$ 1,58 e a R$ 3,99 – uma variação de 152,5%. O extrato de tomate com 340 gramas também pode ser encontrado tanto a R$ 1,09 quanto a R$ 3,99 – variação de 111,1%.

Variações significativas também são verificadas em produtos como a linguiça fresca, pacote de um quilo, que custa R$ 9,98 em um supermercado e R$ 19,90 em outro (99,4%), salsicha avulsa por quilo, que sai a R$ 9,16 em um estabelecimento e R$ 16 em outro (74,7%), o café, pacote de um quilo, que pode custar R$ 6,99 e R$ 12,25 (75,3%), além do alho, 100 gramas, que custa R$ 1,69 em um lugar e R$ 2,98 em outro (70,4%).

A pesquisa levou em conta 25 gêneros alimentícios, quatro produtos de limpeza e cinco itens de higiene pessoal. Os maiores aumentos – em comparação entre setembro e agosto de 2021) – foram notados nos preços da cebola (51%), banana (21%), alho (16%), margarina 250 gramas (14%) e arroz, pacote de cinco quilos (10%), tomando por base os produtos de marcas líderes (mais caros). Já entre as marcas mais populares as maiores variações ocorreram no creme dental (33%), sabonete (19%) e no frango resfriado (18%).