BPFron apreende 4,9 toneladas de maconha em duas abordagens no oeste do Paraná

. Com as apreensões, estima-se um prejuízo de mais de R$ 5 milhões ao narcotráfico

Por Programa do Tatu

21 de julho de 2020, 08h55

As equipes do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) fizeram duas apreensões de maconha nas cidades de Guaíra e Missal, totalizando 4.995 toneladas de droga neste domingo (19/07). As ações fazem parte da Operação Hórus, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas (SEOPI) do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Com as apreensões, estima-se um prejuízo de mais de R$ 5 milhões ao narcotráfico.

A primeira abordagem por volta de 20h30 na região central de Guaíra, quando os policiais militares viram um GM Kadett suspeito. Ao se aproximar para fazer a abordagem, a equipe percebeu que o motorista acelerou e fugiu, iniciando-se um acompanhamento tático. A fuga do suspeito terminou quando ele colidiu contra um barranco de terra. Segundo o BPFron, ele entrou no matagal a pé e abandonou o veículo, mas logo acabou detido.

Ao ser feita a vistoria, os policiais militares encontraram centenas de tabletes de maconha que totalizaram 755 quilos. O homem foi questionado sobre a origem da droga, ele teria indicado que carregou o carro em uma aldeia indígena ao lado da balsa do Porto Internacional. Durante os procedimentos, uma equipe do Exército Brasileiro prestou apoio e fez a segurança do local enquanto era aguardada a chegada do guincho para remoção do veículo.

Depois, há cerca de 142 quilômetros dali, na cidade de Missal, as equipes do BPFron flagraram um caminhão e uma moto em situação suspeita e tentaram fazer a abordagem, mas a moto fugiu e os policiais abordaram o caminhão. O motorista, antes da aproximação da equipe, parou o veículo e fugiu a pé pelo matagal, não sendo encontrado.

Durante a verificação, foi constatado que o caminhão estava com 195 fardos de maconha, totalizando 4,2 toneladas de droga. O material e o veículo foram entregues à Polícia Civil de Medianeira para as medidas cabíveis.

BALANÇO – Desde o início do ano até agora, o BPFron já apreendeu quase 22 toneladas de drogas. “O que chama a atenção é de que o recorde anual do batalhão era 18 toneladas e neste ano, em sete meses, já superamos essa marca. Isso se deve ao planejamento operacional, operações integradas”, disse o porta-voz do BPFron, capitão Nairo de Oliveira Cardoso da Silva. Segundo ele, a apreensão deste domingo é a maior apreensão do BPFron desde a criação da unidade, em 2012. “Desenvolvemos um trabalho para interceptar a droga antes que se espalhe e chegue aos grandes centros urbanos”, acrescentou.

OPERAÇÃO HÓRUS – As ocorrências fazem parte da Operação Hórus, coordenadas pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e envolvem forças policiais e de fiscalização estaduais e federais do Paraná e Mato Grosso do Sul para o combate ao narcotráfico, a crimes violentes, ao contrabando de armas e produtos ilegais e ao descaminho na faixa de fronteira.

Os trabalhos da Operação Hórus envolvem equipes da Polícia Federal, do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), do Corpo de Operações de Busca e Repressão Aquática (COBRA), da Companhia de Comandos e Operações Especiais (COE) do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), ambos da Polícia Militar do Paraná; do grupo Tigre da Polícia Civil do Paraná; do BOPE da PM de Mato Grosso do Sul, além da Força Nacional e do Exército Brasileiro.