Assistência Social busca parcerias para qualificar atendidos e aproximá-los do emprego

O objetivo é oportunizar capacitação e vagas de emprego para homens e mulheres, jovens e pessoas em situação de vulnerabilidade.

Por Programa do Tatu

23 de fevereiro de 2021, 08h33

A Secretaria Municipal da Assistência Social firmou uma parceria com a Agência do Trabalhador e a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo para oferecer treinamentos, cursos de qualificação profissional e encaminhamento para vagas no mercado de trabalho à população atendida pelo Centro Pop e pelos CRAS de Umuarama. O objetivo é oportunizar capacitação e vagas de emprego para homens e mulheres, jovens e pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Queremos fazer a diferença na vida das pessoas, dar oportunidade àqueles que querem mudar a sua realidade pelo trabalho, superar os desafios e problemas que os colocaram em situação de vulnerabilidade”, disse a secretária da Assistência Social, Izamara Amado de Moura.

O secretário da Indústria, Comércio e Turismo, Edvaldo Ceranto Júnior, informou que em breve será lançado um projeto para ampliar as opções oferecidas pelo município ao trabalhador que quer se qualificar para trabalhar nas indústrias que atuam na cidade. “Podemos incluir vagas para o público encaminhado pelo Centro Pop e pelos CRAS, afinal com qualificação o caminho até o emprego fica muito mais próximo”, disse.

Pelo projeto, a Agência do Trabalhador vai selecionar os candidatos, promover parcerias para a capacitação é encaminhar os participantes às empresas. “O projeto está sendo elaborado pelo corpo técnico da Prefeitura e em breve será submetido ao Legislativo. As indústrias precisam de mão de obra em nossa cidade e não encontram trabalhadores qualificados. O município está criando mecanismos para facilitar a inserção desse pessoal no mercado de trabalho”, completou. Além disso, a secretaria tem parcerias com o Sebrae e o Senac, que podem resultar em mais opções.

O coordenador do Centro Pop, Roger Giopatto, lembrou que o fluxo de pessoas é grande na instituição e muitas demonstram disposição para aprender uma profissão a fim de deixar as ruas. “Tivemos um curso de tratorista, há alguns anos, e alguns dos alunos estão empregados até hoje, pois souberam aproveitar a oportunidade”, disse.

Dayanne Paola de Oliveira Demozzi, chefe da Divisão da Proteção Social Básica, informou que Umuarama conta com três CRAS (centros de referência da assistência social) que trabalham diretamente com as famílias em situação de vulnerabilidade. “Temos muitos relatos de desemprego pela falta de qualificação e dificuldades em acessar as vagas ofertadas pelo mercado de trabalho”, relatou.

O chefe da Agência do Trabalhador, Reginaldo Barros, disse que tem buscado facilitar o acesso às vagas ofertadas pelo sistema público de emprego, inclusive realizando atendimentos sem agendamento por conta da dificuldade que muitas pessoas alegam com a plataforma que opera o sistema. “Vamos manter contato direto com a equipe da Assistência Social e atender aos trabalhadores que nos forem encaminhados”, afirmou.

Informou ainda que em breve a Agência terá mais salas para cursos básicos de qualificação, com poucas horas de duração, para o trabalhador aprender a elaborar currículo, como se portar nas entrevistas, relações pessoais, noções de informática e outros.

“Precisamos aproximar a assistência social das políticas de geração e intermediação de vagas de emprego disponibilizadas pelo município, beneficiando também os jovens em medidas socioeducativas com ações como o adolescente aprendiz”, acrescentou a chefe da Divisão de Proteção Social Especial, Sandra de Sousa Oliveira Prates. “Essa parceria pode ser o um ótimo caminho”, finalizou Izamara Moura.