Apesar da pandemia, aprovação de projetos para obras mantém-se na média em Umuarama

A Diretoria de Planejamento Urbano da Prefeitura aprovou 20.649,20 m² de obras – volume suficiente para manter o setor de construção aquecido, gerando empregos e movimentando o comércio de materiais e insumos

Por Programa do Tatu

13 de julho de 2020, 13h48

A aprovação de projetos para obras em Umuarama em junho deste ano manteve-se próxima na média registrada ao longo de 2019 e ligeiramente melhor que o nível apresentado até agora, em 2020. A Diretoria de Planejamento Urbano da Prefeitura aprovou 20.649,20 m² de obras – volume suficiente para manter o setor de construção aquecido, gerando empregos e movimentando o comércio de materiais e insumos.

“Embora tenhamos notado um recuo no comparativo com maio (naquele mês foram aprovados 25.028,93 m² de projetos), a avaliação é positiva pois o volume de obras continua elevado, um pouco acima da média mensal deste ano, que é de 19,5 mil m². O setor manteve o ritmo de crescimento. Isso é muito positivo para a cidade e reforça o seu desenvolvimento”, apontou o secretário municipal de Obras, Planejamento Urbano, Projetos Técnicos e Habitação, Isamu Oshima.

O prefeito Celso Pozzobom vai mais além. “Estamos enfrentando tempos difíceis, lutando contra uma pandemia de efeitos devastadores na economia do país, e mesmo assim a cidade mantém o nível de desenvolvimento. Essa confiança se traduz em obras, empregos e movimentação do comércio e setor de serviços. Acredito que quando superarmos esse momento, outros setores também sairão mais fortalecidos”, afirmou.

No acumulado do ano, a Diretoria de Planejamento Urbano já aprovou 117.365,62 m² de projetos para obras residenciais e comerciais – são construções, reformas e ampliações de imóveis dos mais variados tipos. “Sem pandemia tivemos mais de 250 mil m² de obras aprovadas no ano passado e a meta é repetir esse volume até o final de 2020, apesar dos efeitos nocivos do coronavírus”, completou Pozzobom.