Mais de 100 ações contra Covid no fim de semana e 35 estabelecimentos notificados

“Tivemos de orientar e dispersar muitas festas que estavam com aglomeração de pessoas. Além disso, alguns comércios estavam abertos apesar da ordem de fechamento do decreto municipal”, explicou a diretora de Vigilância em Saúde, Maristela de Azevedo Ribeiro

Por Programa do Tatu

29 de junho de 2020, 18h30

Cerca de 35 estabelecimentos comerciais foram interditados, notificados ou autuados em ato infracional durante ações de fiscalização integradas, realizadas entre sexta-feira, 26, e o último domingo, 28, pelo Setor de Vigilância Sanitária (SVS) da Secretaria Municipal de Saúde, com apoio da Diretoria de Arrecadação e Fiscalização, Guarda Municipal e acompanhamento da Secretaria de Comunicação Social.

O trabalho foi iniciado na tarde de sexta, feriado municipal pelo 65º aniversário de Umuarama, quando foram orientados nove estabelecimentos sobre o fechamento, determinado pelo decreto 165/2020, que torna mais restritivas as medidas para o enfrentamento da epidemia de infecção humana pelo novo coronavírus (Covid-19), editado na última semana. Foram visitados bares, lanchonetes, restaurantes, lojas de conveniência, mercearias e residências, após denúncias de festas e aglomerações. Conforme relatório da Guarda Municipal, foram 19 situações de orientação, fiscalização e notificações.

No sábado, 27, a Vigilância Sanitária emitiu infrações sanitárias que possivelmente resultarão em multas ao final do processo, interdições notificações para regularização e dispersou festas em chácaras e eventos privados, totalizando seis estabelecimentos autuados. Já a Guarda Municipal realizou 41ações, atendendo denúncias anônimas, chamados e apoio à fiscalização da Vigilância. “Tivemos de orientar e dispersar muitas festas que estavam com aglomeração de pessoas. Além disso, alguns comércios estavam abertos apesar da ordem de fechamento do decreto municipal”, explicou a diretora de Vigilância em Saúde, Maristela de Azevedo Ribeiro.

A ação integrada continuou no domingo, 28, das 10h às 22h, com 19 estabelecimentos comerciais notificados ou interditados, além de muitas orientações que foram prontamente atendidas pelos envolvidos e que por isso não geraram autuações, em bares, lanchonetes, postos de combustíveis, conveniências, igrejas, chácaras e eventos particulares. A Guarda Municipal totalizou 40 ações neste dia.

A secretária municipal de Comunicação, Letícia Macedo D’Avila Correa, alerta que as pessoas abordadas em alguma desconformidade com as determinações dos decretos municipais devem se identificar e apresentar documentos. “As informações solicitadas pela Vigilância Sanitária devem ser verdadeiras. Se as pessoas abordadas mentirem, derem nome ou número falso de documentos, cometerão crime e poderão ser processadas por falsidade ideológica, além da infração sanitária que gerou a abordagem”, orientou.

O aumento das restrições de circulação e funcionamento de determinados ramos do comércio foi definido pelo município após a evolução do quadro da pandemia de Covid-19, com o crescimento no número de casos positivos e a elevação da taxa de ocupação de leitos hospitalares – tanto enfermarias quanto unidades de terapia intensiva (UTI) – nas últimas semanas. A rede hospitalar de Umuarama atende a 21 municípios, com uma população estimada em 300 mil habitantes. A taxa de ocupação de leitos chegou a 70% no final de semana.

As ações de fiscalização e monitoramento do comércio já vinham ocorrendo desde o início da pandemia, porém foram intensificadas nos últimos dias devido ao aumento dos casos. “Encontramos certa resistência de algumas pessoas e empresários, mas a grande maioria entende a seriedade da situação e acata as determinações feitas nas ações”, apontou a secretária municipal de Saúde, Cecília Cividini.

“Precisamos usar de bom senso, incorporar as medidas preventivas como práticas diárias e cada um assumir sua responsabilidade para vencermos esse desafio e retornarmos à normalidade com segurança. As orientações básicas são usar máscara, higienizar as mãos com frequência, evitar aglomeração, manter o distanciamento social e quando possível o isolamento. Não compartilhe objetos pessoais e limpe sempre as superfícies e acessórios de uso comum com água sanitária, desinfetante ou álcool líquido 70%. Para as mãos, água e sabão ou álcool gel 70%”, recomendou a secretária.